Ponha a tua na minha
Confie na fantasia
Coisa de louco
Simplesmente
Mão

Toque a doçura agora
Minuto fora de hora
Realidade em pausa
Deite na nossa calma
Presenteie a tua alma

Enrole as boas cordas
Acorde no nosso acorde
Frequência sem descrição
Extrato honesto do coração
Sem julgamento externo
Sem lamentação interna
Apenas rios de lágrimas
Sempre as mais sinceras
Felicidade toda eterna
Na carne e na poesia
No encanto de todo dia
Na vida que acontece

Não consegues
Porque não queres
Mentir é passado

Corpo canta
Voz pinta
Beijo sela
Olhar fascina
Ô, companhia

A morte da quietude
O broto de atitude
O passo mais certo

De onde surge
Onde escapa
Esse amor
Sem temor
Não há necessidade
De saber explicar
Viver já é perfeição
O tempo nem ousa
Ameaçar o elo
Porque ele é infinito
Enquanto durar

Anúncios