Is my road so different?
Is my struggle so strange?
Is every dream impossible to me?

I wish I could say “NO”
But the colors are so…
Distant, powerful, meaningful
And me, a rat in a random hole

I fear
I will
Drown in
Myself

I wish
I knew
Who writes
All this misery
Who puts
The commas
The periods
The deep falls
The long crawls
The shattered calls


É tão diferente assim?
Minha estrada não tem fim?
E meu sufoco é eterno também
Todo sonho meu é de outro alguém?

Eu queria tanto… que “NÃO” fosse
A resposta, o pontapé, a bandeira
Mas as cores são tão…
Longínquas, poderosas, significativas
E eu, um rato em um bueiro aleatório

Eu temo
Que eu
Irei
Me afogar
Em mim mesmo

Eu queria
Encarar
Conhecer
Quem escreve
Esse padecer
As vírgulas
Os pontos
As longas quedas
As insanas pedras
Reverências ao fracasso
Os pedidos ignorados
As súplicas picotadas

Anúncios