REFLEXO DO POST “Choque -19-

Não vai longe
Só vai se perder
Só vai se clamar
Só vai sofrer
Não vá, não
Desce até o chão
Beba e beije o corrimão
Não diga “não”, não
Veja-se como és
Pequena, pobre
Nada promissora, nobre
Nada auspiciosa, preciosa
Nada de mais, só você
Pare de escrever, pintar
Pare de tecer, rimar
Pare de querer, ansiar
Pare de se destrinchar
Pare de se procurar
Isso é perda de tesão
Pura fantasia, utopia
Joia sem valor, horror
Não vale o suor derramado
Não vale o prazer desviado
Não vale o costume deturpado
Cadê seu senso de tradição?
Cadê sua cabeça baixa, ancorada?
Cadê sua unilateral, dócil paixão?
Cadê sua desgraça aceita, idolatrada?
Não para, por quê?
Não cessa, por quê?
Não se esquece, por quê?
Não se entrega, por quê?
Por que seus porquês são só seus?
Se acha especial, não é?
Se acha especial. Não é!
Se acha especial. Quem é?
Esse mundo é letal, você é qualquer…

Vai ser mártir
E aí?
Vai ser mártir

Anúncios