Qualquer poema
Não é poema qualquer
É sensibilidade de homem
É brutalidade de mulher
É anomalia enaltecida
É ampliação das tripas
É pingo e rio em colher
É o que o coração gritar
É o que o verso se dizer
Qualquer poema é dilema

Qualquer poema não é qualquer

Anúncios